A+ a- Texto

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Um olhar de respeito não custa nada

As pessoas são diferentes, devemos respeitar isso. O que venho sentindo ultimamente é uma falta de respeito, acho que essa palavra descreve quando vejo algo constrangedor acontecendo com as pessoas com deficiência. Uma coisa que notei bastante é quando estacionam em uma vaga para deficientes. Ainda vem com aquela velha desculpa esfarrapada: "É rapidinho, daqui a pouco eu saio". Sinceramente a pessoa não faz ideia do quanto atrapalha quem realmente necessita daquela vaga. O fato de nem todas as vezes alguém com necessidades especiais estacione ali não que dá direito de ficar lá, já que não precisa. Espero sinceramente que não venha a precisar, porque geralmente as pessoas só se dão conta do problema quando passam por ele, é triste, mas é a mais pura verdade.

Outra coisa que vejo com frequência é carros estacionados em rampas de acesso. Pra que isso? Você sabe que é uma rampa e não tem um mínimo de vergonha pra procurar outro local? É indignação mesmo. Acontece e se alguém reclamar é porque é chato, enjoado, ou quer chamar atenção. Tem coisas que realmente precisam de um novo pensar, por que não respeitar os outros? Ainda mais aqueles que não tem mobilidade como temos? São perguntas que muitos como eu fazem. Volto a dizer, só passando por situação igual ou se colocar no lugar da pessoa pra compreender. 

Não olhar para o próximo com olhar de respeito, é uma das coisas mais frequentes que vemos nos dias de hoje. Creio que as pessoas com deficiência não pedem pra sentirem pena, o que pedem mesmo é serem tratadas com dignidade, como seres humanos que são e tentam sobreviver em um mundo que não é adaptado as suas necessidades. Se as pessoas parassem pra pensar e começassem com um simples olhar de respeito e ter atitude de respeitar as pessoas, já seria um grande passo para tratar melhor essas pessoas, afinal todos nós queremos ser tratados bem.