A+ a- Texto

domingo, 23 de janeiro de 2011

Está me vendo ou não?

Essa semana aconteceu algo interessante. Levei meu filho no oftalmologista, infelizmente para minha agonia tive que ver meu filho, por alguns segundos, com aquele colírio ardido em seus olhos, mas como Juliel é brabo, nem chorou, só fez se incomodar. Ao entrar no consultório, ele conhece seu novo oftalmologista, que me passou serenidade e saber como lidar com a situação dele, logo de cara ele me disse: "Este menino não é cego!". Isso pra mim soou como algo novo e diferente, pois nenhum médico havia dito isso com tanta certeza. Os outros acompanhamentos sempre apontavam para a mesma ideia, ele tem lesão cerebral e como esta lesão afetou a região que interpreta a imagem, ele tem poucas chances de enxergar. Sempre soube que meu filho enxerga um pouco como se fosse vultos porque ele não segue movimentos. Voltando pra a realidade da consulta, quando ele falou isso, ele ainda foi mais além, dizendo que talvez ele possa até precisar um grau de óculos para enxergar melhor, pois o que ele pode estar apresentando é uma Baixa Visão. Indicou o exame de fundo de olho mediante sedação, enfim, vamos ter certeza se Juliel enxergará melhor a partir desse exame.

Cruzando os dedos e orando pra Deus! Ai vou eu!

Abraxos!