A+ a- Texto

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Juliel e suas mudanças recentes

Faz um bom tempo que não faço um post somente sobre meu filho, então vamos lá.
Notei ultimamente que sua habilidade de se comunicar com o mundo tem sido aprimorada cada vez mais, o som que ele consegue fazer com a fala, é uma mistura de vogais, que se prestar bastante atenção insinua uma vontade, sempre que quer algo ou que está acontecendo algo naquele instante. Isso é bom, afinal está relacionando e usando a sua fala para fazer aquilo ou pedir algo. Quando não tem alguém por perto, ele sente que está sozinho e logo grita como pedido para vir alguém ao seu lado.

Descobri recentemente que ele tem medo do escuro. Sei que tem deficiência visual, porém não é totalmente cego. Aliás, tem acontecido algo diferente com o Juliel, não sei explicar, mas creio que ele esteja começando a enxergar. Sério, é isso mesmo. As cores fortes o atrai, só que ele não fixa o olhar para um objeto ou coisa do gênero, e sim apenas pisca como se tivesse incomodado quando colocamos algo de cor muito fortes próximo aos seus olhos. Isso é demais. Fico boba só de pensar que ele pode estar enxergando e não sabe que está, soube de alguns casos em que isso acontece, não ficaria indignado se estivesse acontecendo isso com meu filho, afinal seu problema é na lesão cerebral, seus olhos são melhores do que os meus (sou míope).

Além da parte sensorial, percebo também que o lado cognitivo (entendimento) está sofrendo mudança, não age mais como um bebê, age mais como um menino, não com a mesma idade que corporalmente tem, no caso 7 anos, mas sim eu posso aproximar com a idade de um menino de 4 anos, com suas vontades, e desejos de brincar cada vez mais, se não tiver alguma coisa que o prenda na cadeira de rodas, esse menino pode fazer horrores ao tentar sair da cadeira, ele não pára quieto, sempre está sendo mudado de posição por conta de sua inconstância. Eu amo o fato dele ser assim, irrequieto.

Outra coisa interessante, já sente vergonha quando alguém o beija, e não são todas as pessoas que ele beija, somente beija a mim, que sou a mãe dele, privilégio de poucos. Bom, por hoje é só, até mais outro post analístico.